entre serpa e monsaraz

Há umas semanas atrás aproveitamos o sol tímido para um fim-de-semana-turismo nas redondezas. Fomos visitar Serpa, a terra com o mais belo repertório de oliveiras-de-cidade que conheço. E a propósito de oliveiras, pelo caminho descobrimos as intervenções que este inverno rigoroso fez na paisagem. São centenas de oliveiras completamente mergulhadas nas águas do alqueva até ao pescoço. Não percebo muito de botânica, mas imagino que não sejam espécies aquáticas. O regresso deu direito a uma típica paragem em Monsaraz, onde não íamos há algum tempo. Para a G. foi a primeira vez e gostou.

Advertisements