a magia de mudar a fralda – the magic of diaper changing

 

(scroll down for english)

Uma das minhas grandes surpresas com a maternidade foi a importância da hora de mudar a fralda. Algo que nunca me ocorreria antes de ser mãe!! Com a minha filha descobri que muitos bebés adoram o momento em que os despem e os deixam ficar livres das fraldas. Nos pequenotes cá de casa fazia milagres em momentos de mau humor. Mudar a fralda poderia durar algo como 30 minutos, com direito a canções, cócegas, brincadeiras olhos nos olhos e muitos sorrisos. Durante muitos meses este era o momento mais divertido para os meus príncipes. E por isso imperou a necessidade de encontrar uma muda-fraldas macio e que pudesse levar para todo o lado. A maioria dos tapetes muda-fraldas que encontrei à venda são volumosos, ocupam imenso espaço na mala e, pior de tudo, são em plástico ou outros materiais sintéticos para serem impermeáveis. Além disso, um muda-fraldas é algo que tiramos da mala a qualquer momento e em qualquer lugar, e os típicos desenhos de bonecos, lindos para crianças, não têm nada a ver com a minha cara. Lancei-me à procura de algo mais elegante.

Por isso, uma das primeiras coisas que fiz para bebés foram os tapetes muda-fraldas. Resultaram da necessidade de encontrar algo que fosse funcional, leve, pequeno, elegante e suave para a pele da bebezoca.
Assim nasceram os tapetes em veludo de bambu, o tecido mais macio e suave que conheço. O bambu é naturalmente hipoalergénico e antibacteriano, o que o torna perfeito para bebés e pode ser lavado até 60º. Não podia ser mais perfeito. Para os impermeabilziar escolhi um tecido em PUL (poliuretano laminado) que, apesar de ser um sintético, considerei, de entre tudo o que li e pesquisei, que seria o material mais estável (em termos de propriedades químicas) e seguro para a saúde, ao contrário dos tecidos de vinil e outros impermeabilizantes. De qualquer forma o PUL fica no forro e não entra em contacto com a pele do bebé e é o material utilizado para as fraldas reutilizáveis.

Fecham com um simples elástico, sem grande ginástica para o dobrar e guardar, onde posso prender duas ou três fraldas e um pacote de toalhetes.

O veludo de bambu é muito maleável, pelo que no final o muda fraldas fica pequeno o suficiente para caber em qualquer mala de senhora, mesmo nas mais pequenas. E os tecidos com padrões elegantes fazem boa figura em qualquer contexto: no wc, na casa da amiga, da sogra, no restaurante, no carro, no trabalho ou no silêncio da minha casa. E digam o que disserem, o veludo é viciante, perfeito para os meus dois príncipes.

Adoro fazê-los e podem encontrá-los no site PicoPico.

 

One of the biggest surprises of motherhood was the importance of diapper changing. Something that never occurred to me before becoming a mother ! With my daughter I found that many babies love the moment when they’re left nacked and free of diapers. With our little ones it worked miraculously in times of bad humor. Changing the diaper could last something like 30 minutes, with time for songs , tickles, lot of play and many smiles . For many months this was the most fun time for my kids . And so ruled the need to find a soft changing mat that I could take everywhere . Most mats I found on sale are bulky , take up a lot of space in the bag , and worst of all, they are of plastic or other synthetic materialsm, to be waterproof . In addition, a changing mat is something we take out of the bag anytime and anywhere , and the typical designs of dolls, great for children, have nothing to do with me. I threw myself looking for something more elegant .

Therefore, one of the first things I did were the diaper changing mats. Resulted from the need to find something functional, lightweight, small, elegant and soft to the skin of my baby.
That’s how I started to make the mats in bamboo velour, the softest and smoothest fabric I know. Bamboo is naturally hypoallergenic and antibacterial, which makes it perfect for babies and can be washed up to 60 º. Could not be more perfect. To make it waterproof I choose a PUL fabric PUL (Laminated polyurethane) which, despite being a synthetic, from everything I read and researched, I considered to be the more stable material ( in terms of chemical properties ) and safe for health, unlike other waterproofing, such as vinyl or oilcloth. Anyway, the PUL is in the lining and is not in contact with the baby’s skin. And is the material used for reusable diapers.

Closes with a simple elastic, simple fold and store, which can hold two or three diapers and a pack of wipes.

The bamboo velour is very pliable, so the mat is small enough to fit in any women’s bag, even the smallest. And the fabrics with elegant patterns look good in any context: in the bathroom, in your friend’s house, in your mother-in- law, in the restaurant, in the car, at work or in the silence of my home. And no matter what they say, the velour is addictive , perfect for my two princes. 

I love making them. And you can find it at the site PicoPico

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s