trabalhar em casa

DSC_3914

Trabalhar em casa tem tanto de bom como de difícil. Se por um lado gosto do meu cantinho, e de não me preocupar com o que está aqui e que tenho de levar para o trabalho, se um dos miúdos fica doente não há ninguém a quem telefonar para organizar a minha falta… posso organizar o meu tempo à minha maneira, o almoço está no frigorífico e não dependo de restaurantes nem cafés, com comida que sabe sempre ao mesmo. Por outro lado, trabalhar em casa implica uma grande ginástica mental, para me abstrair da roupa que tenho de dobrar, o fogão para lavar, o chão para aspirar, mais uns quantos planos domésticos, românticos, que gostaria de pôr em prática. Implica fazer uma gincana entre brinquedos espalhados pelo chão, enquanto ignoro a sua existência.

Geralmente trabalho em silêncio. Adoro silêncio, sou capaz de passar dias consecutivos em silêncio, com a paisagem alentejana na janela, e o meu cérebro num ruidoso mar de ideias e planos. Por vezes ouço rádio, ponho-me a par das notícias, mas como estas são cada vez menos interessantes, guardo para mais tarde fazer a minha própria selecção na internet.

Por vezes, como hoje, ponho música, e recordo porque não costumo por música. Sem me aperceber, já há tecidos a voar por todo lado, a sala transformou-se numa pista de dança e não consigo mesmo encontrar onde pus a fita métrica.

Um pouco da banda sonora de hoje…

Advertisements