país, educação, salsicha

escolas-incriveis-5-838x558

Eu sei que raramente me debruço aqui, no blog, sobre este género de temáticas, aliás, este é o meu cantinho feliz, mas às vezes sou atravessada por uma bala perdida. Geralmente orbito a esfera novelesca em que mergulhou o país, mas hoje tropecei sem querer numa notícia em que o Primeiro Ministro deste rectângulo de terra utilizou a metáfora da “salsicha” para criticar o sistema educativo que é da sua responsabilidade. Terei lido bem?

Quem me conhece bem sabe que vivo com a ferida aberta do sistema educativo. Acredito que é a pérola de uma sociedade madura e responsável. No entanto desencantei-me, magoei-me e desacreditei no sistema educativo ao fim de perto de 8 anos a trabalhar dentro dele. Voltei-lhe as costas. Mas ainda o miro por cima do ombro, de quando em vez…

No entanto, escutar estas palavras desenquadradas, supérfluas, mal medidas, mal pesadas, atiradas ao ar para ver se compõem um cenário de uma peça em que o vilão vira herói, é no mínimo doloroso. Pelos vistos não o será para um político de gema, desses que fazem carreira política, a brincar ao jogo das palavras, e que se lança em declamações como se o público que o escuta fosse tão palerma ou elementar quanto as audiências da assembleia da república que arranca volumosas salvas de palmas a composições metafóricas tão brilhantes quanto a da salsicha.

Detestável, infantil, irresponsável. Lamentável.
Este assassínio da cultura.

(crédito da imagens aqui)

escolas-incriveis-1--838x594

Advertisements

4 thoughts on “país, educação, salsicha

  1. Ai o ensino… O sistema de ensino não existe. Aquilo são apenas ruínas. Nem as escolas e mega-agrupamentos novos conseguem tapar a decadência que se instalou.

    Também já la trabalhei. Quase 10 anos. 10 anos a pactuar com um sistema doentio. Como tu, virei-lhe as costas e tenciono nunca mais lá voltar. Só espero conseguir proporcionar à minha filha uma via mais saudável e enriquecedora.

    • Estamos juntas nessa busca então. Como tu ando a coleccionar as pedras do caminho para construir um abrigo educativo cheio de esperança e luz e criatividade e liberdade
      e tudo o mais
      Obrigada pelo teu comentário. Já estou a respirar mais devagarinho. Fiquei vermelha com tanto snobismo e palavras soltas sobre temas tão sérios.

  2. Fiquei sem saber o que dizer…
    Quanto à metáfora do primeiro-ministro… está ao nível da profundidade mental que ele revela já há algum tempo.
    E evidencia a forma como o governo olha para o pilar de uma sociedade: a educação e a cultura.
    Quanto ao desencanto, ele também por aqui anda; apesar de continuar a acreditar na força de quem se senta à minha frente: hoje estivemos 50 minutos a falar de livros – de Mia Couto a Kundera, Paul Auster ou Afonso Cruz.
    É sempre possível?
    Não, mas acredito que ainda há oásis em todas as escolas públicas, apesar de nos querem fazer acreditar que não e de nos (aos professores) inundarem diariamente com papéis, confusões e funções administrativas.
    Um abraço!

    • Os professores, aqueles que ainda acreditam e voam, são os meus SUPER-heróis. Porque só com super poderes se consegue viver cada dia dentro da ruína, como lhes chama a Maria no comentário anterior.
      Fico muito feliz de te saber a usar os teus super-poderes por aí. Juntamente com muitos outros que me deixam muitas saudades. Às vezes, quando me cruzo com um ou outro, pergunto “E a escola, como vai?”. As respostas são olhares evasivos, sorrisos trocistas, de quem tenta rir em vez de chorar… os que ainda sonham que um dia vão ser professores de mão cheia numa escola fenomenal…
      Beijinhos e obrigada pelo comentário.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s