And now the winners….

OTTOBRE_button_winners

This post is a bit late. I’m without internet at home for the past weeks (almost a month now) and the new contract is having a hard time to be implemented (yes, I love internet companies… one can always trust them!).

So, I’m happy to announce the lucky winners for One year subscription of Ottobre magazine (kids+women’s issues):
Eulalia Polo Fernandez
Mariana Biela
Emi Shimokawa
Isabel A.
Samo 

The winner for one gift card of 50 euros to Ottobre’s fabric shop on Etsy:
Rythm Tyagi

The winner for one gift card of 30 euros to Maças d’Amor fabric shop:
Claire Sutherland

Este post vem um pouco atrasado. Nas últimas semanas estamos sem internet em casa e novo contrato tardou (falhou… sim, adoro empresas de telecomunicações, falham sempre com uma pontualidade acrítica).
Assim, anuncio finalmente os vencedores….
Assinatura de um ano da revista Ottobre (números de criança+mulher):
Eulalia Polo Fernandez
Mariana Biela
Emi Shimokawa
Isabel A.
Samo 

Cartão prenda, no valor de 50 euros, na loja de tecidos Ottobre, na etsy:
Rythm Tyagi

Cartão prenda, no valor de 30 euros na loja Maças d’Amor:
Claire Sutherland

Congratulations!!! *** Parabéns!!!

 

Portuguese bloggers sew Ottobre…

… and a giveaway !

I got this stunning invitation to be part of a sewing tour along with some very tallented seamstresses!!!! This is my first time in a tour, so you may find my speach over-thrilled (just ignore it, thanks).
Ottobre Design ® magazine is celebrating 15 Years, so for these days a group of 15 portuguese sewing bloggers are posting some creations made with their patterns . I’ve been following Ottobre for a while, bought some fabric from them a couple of times, but this is my first essay on their patterns.
***
Há umas semanas atrás recebi um convite surpreendente: juntar-me a um grupo de bloggers portuguesas para celebrar os 15 anos das revista Ottobre Design ® . É a primeira vez que participo num “tour” de costura, pelo que fiquei muito entusiasmada.
Há algum tempo que acompanho o trabalho da Ottobre, já comprei alguns tecidos na
loja deles, mas esta é a primeira vez que experimento um dos seus moldes.

 

When I got this invitation I knew right away what I wanted to sew. Some comfy, stylish, cute pants for my 4 year old boy (it’s always so hard to buy him decent trousers – he hates buttons and non-stretchy fabrics). And I found the perfect model on Ottobre magazine 4/2015.
***
A primeira coisa que me ocorreu foi fazer umas calças para o meu filho de 4 anos (tenho sempre muita dificuldade me arranjar calças decentes para ele – destesta botões e tecidos que não tenham elasticidade). E encontrei o modelo perfeito na revista Ottobre 4/2015.

I had some hard time finding the magazine (thank you soooo much Diana for your precious help), as I live in the country side. It is for sale in Portugal for one year now, but you won’t find it easily. I believe you can ask your usual magazine salesman to order it to the distributor (at least my mother did – she didn’t know about Ottobre until last week and is loving it so far). Or you can order it directly through their website. Shipping is quite fast.
***
Encontrar a revista não foi o mais fácil. Esta começou a ser vendida há um ano em Portugal, mas eu vivo longe das grandes cidades e a maioria das lojas ainda não a tem (obrigada Diana pela preciosa ajuda!!). A minha mãe também conseguiu encomendar duas num quiosque (apesar de serem do mês anterior). Outra alternativa é encomendar directamente no website da Ottobre. O envio é bastante rápido.

 

Today I’m showing what I did with patterns nº 15 (Tee) and nº 17 (pants) of Ottobre 4/2015.
Hoje vou apresentar o que fiz com os moldes nº 15 (blusa) e nº 17 (calças) da Ottobre 4/2015.


I first tested the pants for with other black fabric. First thing I enjoyed was that sizing is great for my boy.
***
Primeiro testei o molde das calças com um tecido preto. A primeira coisa de que gostei bastante é que os tamanhos são perfeitos para o meu rapaz. 

 

For the pants I used organic sweat fabric that I recently bought from Nosh. It is resistant but very soft, perfect for the colder days (it never gets that much cold in Portugal). The yellow front pocket, as well as the t-shirt main fabric are also sweat fabric, but a bit lighter weight than the other one, that I bought from Rijs Textiles. They have a huge selection of knits (of all types of fabrics, by the way). Made the cord with the same fabric.
***
O tecido das calças é uma malha tipo sweat, em algodão bológico, que comprei na Nosh. É resistente mas muito macio, perfeito para os dias frescos. O tecido amarelo do bolso é o mesmo que usei na blusa. Também é uma malha sweat, mas um pouco mais fino, que comprei na Rijs Textiles. Esta loja tem uma grande selecção de malhas (e de teidos em geral). O cordão das calças é feito com o mesmo tecido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

I made one small alteration to the pants pocket. I wanted to add some eye-catching detail, so I made bias tape from the Canyon Wall (woven fabric). I cutted the pocket pattern without the seam allowance for the sides hem. and finished it with the bias. I like how it turned out. The geometric, yet irregular, design in the bias gets it out of the monotony of the grey stripes.
***
Fiz uma pequena alteração no bolso das calças. Queria acrescentar algum detalhe que chamasse a atenção, por isso fiz um pouco de fita de viés com o tecido Canyon Wall. Cortei o molde sem incluir a margem para a baínha dos lados. E em vez disso finalizei com a fita de viés. Gosto de resultado final. O padrão geométrico irregular anula um pouco a monotonia das riscas cinza.

For the t-shirt, I didn’t use jersey as required, but the sweat worked out pretty well. Made the  pocket with the same fabric I used for the bias. And matched it with taupe fabric, the same I used for the neckline, to give it some contrast. This is some sort of 2X1 ribbing but too thin and with a bit too much stretch. Not the best to pair with sweat fabric, but the best color match I had in my stash (you can notice the neckline is a bit rebel…).
***
Para a t-shirt, o molde recomendava usar um tecido de jersey, mais fino do que este. Mas julgo que funcionou bem. O bolso é feito com o mesmo tecido da fita de viés e acrescentei um tecido a contrastar em tons de toupeira, o mesmo que usei para finalizar a gola. Este é um género de ribbing, mas um pouco fino e demasiado elástico. Não é o melhor para combinar com o tecido sweat, mas era a cor que melhor condizia (nota-se que a gola ficou um pouco rebelde…).

The best part is the fun. He L O V E S the new outfit… He’s making me wash it every time so he can wear it every day since saturday now (considering making a second pair)… He has a thing with pockets and feeling comfy, so these two pieces are a great addition to his wardrobe.
***
A melhor parte de todas é a diversão, certo? E ele A-D-O-R-A a nova fatiota… Tem-me feito lavá-la quase todos os dias desde sábado para poder usá-la sempre (tenho de fazer um segundo par)… Ele tem uma fixação com bolsos e dá-lhes imenso uso e adora roupa confortável. Estas duas peças vêm mesmo a calhar para o seu guarda-roupa.

 

There is an amazing giveaway* running along with this tour! Ottobre design® was outstandingly kind – a huge thank you for your generosity!

Seven lucky readers from all of the participants blogs will win one of the following:
– five one-year subscriptions for Ottobre magazine (kids+women’s issues)
– one gift card of 50 euros to Ottobre’s fabric shop on Etsy
– one gift card of 30 euros to Maças d’Amor fabric shop (where you can find nani IRO, Cotton and Steel, Dashwood Studio, Soft Cactus prints and many more), brought to you by all the Portuguese bloggers participating on this tour :)

The giveaway will be open from October 15th to October 29th. Enter the Rafflecopter below for a chance to win!

***RAFFLECOPTER GIVEAWAY***

***

Está a decorrer um fantástico giveaway* ao longo desta Tour! A Ottobre design® foi muito generosa – muito obrigada !

Sete leitores de todos os blogues participantes poderão ganhar uma das seguintes ofertas:
– cinco subscrições de um ano da revista Ottobre (crianças+senhora)
– um cartão prenda de 50 euros para a loja de tecidos da Ottobre na Etsy
– um cartão prenda de 30 euros para a loja de tecidos Maças d’Amor (onde podem encontrar tecidos Nani IRO, Cotton and Steel, Dashwood Studio, Soft Cactus e muito mais), oferta de todas as autoras dos blogues participantes :)

O giveaway está a decorrer de 15 a 29 de Outubro. Entra no Rafflecopter pelo link abaixo para te habilitares.

***RAFFLECOPTER GIVEAWAY***

.*Open internationally. You must have +18 years old to enter. Void were prohibited by law.
**Decorre a nível internacional. Para maiores de 18 anos. Excepto onde proibido por lei.

Now go take a look at what other portuguese bloggers are sewing:
Agora toca a espreitar o que se anda a costurar nos restantes blogues:

dia 15 – DoGuincho
dia 16 – Miss Castelinhos  |  Rita Pirolita
dia 19 – In a Manner of Sewing  |  Conversas de Hermanas
dia 20 – Fairies, Bubbles & Co.  |  Maças d’Amor
dia 21 – Made by Sara  |  Saídos da Concha
dia 22 – Pico Pico  |  Pequeno Mundo a 3+1
dia 23 – S is for Sewing  |  Sew Happy
dia 26 – La Folie Sewing Booth  |  House of Estrela

What’s UP

There’s a lot of changes going on here. Not only I moved my studio to a new true workspace, but also I changed the name of my projecto. The little bird (sandpiper) is now turning NOPE. For several reasons:
1. I find inadequate for teen/adult apparel. And many of my scarves are being ordered for these ages, some of them, with special needs.
2. I just found another brand in Portugal with a name almost like mine (Pico Pico Sarapico) (which, by the way, is older than mine)…
3. I choosed this name for it’s Portuguese roots, but now, 99% of my clients are out of Portugal, so it doens’t make much sense anymore…

So… NOPE,  inspired by my kids first word “no”. Easy to say and understand by more or less everyone, in most places on earth. Also, this is the beggining of a new era. There are more than scarves. The shop is growing, The harem pants, Luna, are joining the family, the beannies and a few more coming. Check it out now and then for news.

***
Ando em mudanças. Não só de espaço, mas também de “visual”.  A imagem do Maçarico que deu nome ao “PicoPico” desapareceu… E porquê? Bom, várias razões.
1. Este passaroco, cujo desenho gosto imenso, parece-me impróprio para artigos de adulto. Nos últimos tempos, uma boa parte das peças (echarpes) destinam-se a adolescentes e adultos, em muitos casos, com necessidades especiais. E nesse sentido, a etiqueta já não funciona.
2. Descobri recentemente que existe uma marca em Portugal chamada…… Pico pico Sarapico (!!!). Pois, era provável que isto acontecesse. Quando escolhi o nome para o meu projecto fiz uma pesquisa para perceber se já existiam outras e não encontrei nada. Mas esta, segundo entendi, tem mais uns tempos de existência do que a minha… oops…
3. O público que compra as minhas peças é, 99% estrangeiro. PicoPico torna-se… incompreensível (?). Quando comecei este projecto tinha um sonho português. O nome teria de ser, obviamente, na língua mãe. “Pico pico, maçarico, quem te deu tamanho bico”… é a sonoridade das gargalhadas dos meus filhos e da minha própria infância (sim, na minha terra diz-se maçarico, noutros lugares sarapico, e noutros até, merolito…).

Por isso, o projecto mudou de nome (até porque eu sou dada a mudanças). NOPE em homenagem à primeira palavra dos meus filhos “não”, que é também uma afirmação de identidade e autonomia, essencial à vida. Nope é sonoro, plurilinguístico, entendível e pronunciável um pouco por todo o lado. Este projecto marca também o início de uma nova fase, em que as echarpes já não são o produto quase em exclusividade. A família está a crescer e juntaram-se as calças tipo sarouel, os gorros e outras peças que vão saindo devagarinho.

***
There’s a lot of changes going on here. Not only I moved my studio to a new true workspace, but also I changed the name of my projecto. The little bird (sandpiper) is now turning NOPE. For several reasons:
1. I find inadequate for teen/adult apparel. And many of my scarves are being ordered for these ages, some of them, with special needs.
2. I just found another brand in Portugal with a name almost like mine (Pico Pico Sarapico) (which, by the way, is older than mine)…
3. I choosed this name for it’s Portuguese roots, but now, 99% of my clients are out of Portugal, so it doens’t make much sense anymore…

So… NOPE,  inspired by my kids first word “no”. Easy to say and understand by more or less everyone, in most places on earth. Also, this is the beggining of a new era. There are more than scarves. The shop is growing, The harem pants, Luna, are joining the family, the beannies and a few more coming. Check it out now and then for news.

… after break …

Desde Julho que o blog ficou suspenso. As férias entraram em força pela nossa vida dentro, e este ano fizemos as férias todas que não fizemos o ano passado X2. Nas férias gosto de me desligar tanto quanto possível do mundo virtual. Tivemos de tudo, da praia à montanha, do aniversário da minha mãe em família, a uns dias só a dois (raros e preciosos), com tempo para ler, desenhar, fotografar, correr e saltar, nadar,  e dormir!!! (sim, foram mesmo férias em grande).
Depois das férias, entrou uma espécie de revolução. Mudei, finalmente, para um estúdio de verdade. Tenho um espaço (lindíssimo) só para mim, com luz, uma belíssima vista, e delicioso chão de tábuas. Ainda está em estado de in’definição (e assim vai estar mais uns tempos) pois agora tenho de pôr mãos ao trabalho. Não posso descrever a sensação de trabalhar num espaço dedicado, fora de casa, ao fim de 5 anos no meio do campo.
***
I’m not blogging since the end of July. We went on vacations, and this year we enjoyed all the vacations we couldn’t have last year X2. I like to turn myself of from the virtual world when I’m on vacation with my family. We had it all, form the beach to the mountains, from the full family reunion at my mother’s birthday, to those very precious just-for-two days, stretching the time so we could read, draw, photograph, jump and run, swin and… sleep!!! (yes, it was as good as that!).
After that, a new revolution took place. I finally moved all my work materials to a (true) studio. I have a (rather beautiful) space just for myself, with lots of light, a beautiful view and a magnificent wood floor. It still needs some organizing (and will remain just like that for a while), because I need to get work done at the moment. But, It’s a thrill I cannot explain, to finnaly have my own work space, out of home, after 5 years alone in the farm.

IMG_0585

loja nova ♥ new shop

new shop

 

Como sabem, há cerca de 2 anos comecei a fazer, por encomenda alguns artigos para bebés. Ultimamente a plataforma que uso é a Etsy. Por uma questão de foco, acabei por manter a loja apenas em inglês, e voltada muito mais para um público fora do país. Não por vontade própria, ou por estratégia, apenas porque não me consigo desdobrar em quatro.
Contudo, nos últimos tempos consegui finalmente encontrar tempo e uma plataforma para alojar um site em Português, com as facilidades de pagamento mais utilizadas por nós em Portugal, como o Multibanco ou a Transferência Bancária na plataforma Shopkit. A loja tem também uma tradução para inglês em segundo plano, e irão reparar que muitos dos títulos dos produtos estão também em inglês, por nenhuma razão em especial que não seja um sentido prático e de manter a organização que já tinha, facilitando todo o trabalho de backoffice. A loja na esty continuará a existir, naturalmente.

Convido-vos a passarem por lá para conhecerem. Podem subscrever a newsletter para se manterem a par de novidades e promoções e, claro, conto com a vossa ajuda para divulgar entre os vossos amigos e conhecidos.

4 anos | 4 years

O rapazinho da casa celebrou 4 anos no domingo!!
Our little boy celebrated 4 years last sunday!!

 

 

Não é fácil reunir os amigos no verão (quem faz anos no verão sabe bem). Nos últimos anos fomos falhando a festa, mas depois da sua desilusão no ano passado, por não ter uma festa com amigos, esta ano apressámos os preparativos. Praticamente não faltou nenhum dos seus amigos da escola (a vantagem de viver num lugar pequeno é que os nossos colegas são também os nossos amigos e os pais deles são também amigos dos nossos pais…). A celebração em pleno alentejo fez-se à custa de muita água: balões de água, bisnagas, pistolas e roupa a pingar. A melhor festa possível para 4 anos de idade, num dia de 38 graus. A família também veio toda, de norte a sul, no total, mais de 50 pessoas se juntaram por aqui para dar os parabéns ao Gil (como é que um menino tão pequeno consegue juntar tanta gente….).
Obrigada a todos. Foi um dia memorável.
Da festa em si, quase não há fotos. Entre água e conversa, não sobrou oportunidade. E na hora de cantar Parabéns, a máquina teve um acesso de birra e recusou-se a deixar entrar luz… Mas o bolo estava bem bom….


It’s not easy to gather your friends for a birthday party on summer. For the last years we skipped the big party. But after his disappointment last year for not having a party with his friends, this year we tried hard. Almost all his school friends came.
The main play was getting everyone wet (water balloons, water guns, whatever), the only possible way to play in a 38ºCelsius afternoon. The best party ever for a 4 year old boy. All family came, from north to south of the country. More than 50 people joined the party to celebrate his beautiful 4 years of life.
Thank you all! It was a memorable day.
I have almost no pics from the day. And the time of singing “Happy Birthday”, the camera refused to let the light in… But the cake was delicious…

Calças de bebé |Baby harem pants

fotografia (5)

Novo modelo para a loja, disponível em Setembro. A ultimar detalhes no molde destas calças-ultra-confortáveis para bebé. Para já, com tamanhos disponíveis para 3m, 6m, 9m e 12m. Só me falta escolher um nome para o modelo. Ideias?

New product arriving to my shop in September (also available on the etsy shop). Setting up last pattern details for this ultra comfy baby harem pants. For now on sizes 3, 6, 9 and 12 months. Noe I need to choose a name for this pattern. Ideas, anyone?

A degradação dos pequenos países e o TTIP

A alemanha tem sido o maior beneficiário da criação da UE e do alargamento de fronteiras:

“a liberalização de fluxos de bens e serviços entre a UE e o resto do mundo, o alargamento a Leste e naturalmente a União Económica e Monetária,isto é,o euro. A liberalização dos fluxos comerciais proporcionou à Alemanha, por um lado, o acesso mais fácil dos seus bens e serviços de exportação aos mercados globais, nomeadamente dos chamados países emergentes e, por outro lado, o acesso a componentes e produtos manufaturados baratos de proveniência global. No conjunto, isto significou mais mercado para as suas exportações e importações mais baratas. O alargamento a Leste, com a integração na UE de estados vizinhos da Alemanha, proporcionou à economia alemã uma mão de obra qualificada e relativamente barata, que passou a estar integrada nas cadeias de produção dos sectores exportadores alemães por via da aquisição de empresas ou subcontratação.
[…]
A liberalização de fluxos de bens e serviços entre a UE e o resto do mundo,o alargamento a Leste e a adesão ao euro afetaram as economias “periféricas” da zona euro (Grécia, Portugal, Espanha e Itália) de um outro modo: tornaram as suas indústrias tradicionais vulneráveis, sujeitando-as a uma concorrência acrescida nos mercados externos e internos, e desviaram os fluxos de investimento estrangeiro.(relatório da Iniciativa para uma Auditoria Cidadã à Dívida).”

A Alemanha passou de um défice corrente em percentagem do PIB de – 1,7 em 1995 para um saldo positivo de 7,5 em 2007. A Grécia e Portugal viram os seus saldos degradar-se (Grécia: de -2,18% em 1995 para – 14,6% em 2007; Portugal de -2,7% para -10,2%), segundo o relatório da Iniciativa para uma Auditoria Cidadã à Dívida.

Esta questão é sobretudo pertinente num momento em que está em discussão e vias de aprovação o TTIP (tratado transtlântico) que irá facilitar a entrada de empresas norte-americanas no europa, em condições muito duvidosas e muitas vezes discutidas à porta fechada. Apesar de já ter sido denunciado por muito grupos de cidadãos continua em marcha, mais uma vez para servir os interesses de economias bem estabelecidas e enfraquecer as outras (como a nossa). A recolha e assinaturas continua em marcha até Outubro. É urgente assinar e salvaguardar os nossos direitos.

#ThisIsACoup

coup

No dia em que a Europa tirou a máscara e mostrou a face do carrasco ditador, a democracia assinou a sua própria pena de morte com execução imediata. Tsipras, escolheu entre um de dois becos sem saída, depois de vários dias e noites em cenário de guerra. Sai vivo, mas não vitorioso. Assim como todos nós, europeus, que o éramos.

Partilho este vídeo, de pessoas para pessoas, de esperança numa geração ou em duas ou em mais. Infelizmente, nunca terá o seu efeito, pois por muito que gritemos e e ergamos os braços nunca seremos ouvidos nem teremos força para fazer valer a vontade dos europeus, pois nós já não existimos. A democracia e os seus cidadãos encontram-se a viver uma vida fantasiada, dentro de um muro  fechado, animados por distracções ocasionalmente atiradas cá para dentro por gestores de capital que nos vão fazendo crer que ainda temos poder democrático e decisivo. E por muito que se estiquem que saltem, que gritem, esta é uma muralha bem alta e sem saída. Não somos donos do nosso destino.

Durante toda a noite os cidadãos do mundo manifestaram-se, gritaram, indignaram-se As redes sociais do facebook e twitter encheram-se de mensagens de todo o mundo com uma opinião muito clara:

#ThisIsACoup

e no entanto amanheceu como outro dia qualquer. Nada acontece, não rolam cabeças, os “líderes” (ditadores) não são depostos, não saímos à rua de “armas” na mão. Somos moles, podres, acomodados.

On the day that Europe took off the mask and showed the face of the dictator executioner, democracy has signed its own death penalty with immediate execution. Tsipras, chose between two dead ends, after several days and nights in a war scenario. He gets out alive, but not victorious. Like all of us, europeans, that we used to be.

I share this video made by people to people, of hope in a generation or two or more. Sadly, it will never have its effect, because it doesn’t matter how much we shout out and and raise our arms. We will never be heard nor have power to enforce the will of europeans, because we no longer exist. Democracy and its citizens are living a fantasized life, inside a closed wall, animated by distractions occasionally thrown here by capital dictators, playing the make believe that we still have democratic and decisive power. One can stretch, jump, cry. This is a very high wall with no way out. We are not masters of our destiny.

Throughout the night the world’s citizens came forward and shouted, and showed their indignation. Social networks like facebook and twitter filled worldwide messages with a very clear opinion:

#ThisIsACoup

and yet it dawned like any other day. Nothing happens, no heads will roll, the “leaders” (dictators) are not deposed, we don’t go out to the street with “weapons” on our hand. We are soft, rotten, accommodated.